Número total de visualizações de página

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Ao telefone


Ao telefone


Telefonei-te

Estavas ausente

Escutei-te

o silêncio somente

Teimei

ansiedade

Eu sei

da minha vontade

Te amo

e marquei novamente

não por engano

sou crente

Telefonei-te

queria te falar

Marquei-te

para te amar

Estava nervoso

Tremia

Era teimoso

Pois te queria

Repeti várias vezes

Teclei

Telefonei não sei se dias… Se meses

Eu sei

Que te telefonei repetidamente

Sem voz

Telefonei incessantemente

Para vós

Nada

O silêncio teimava

E eu inalava

A mudez que eu amava

Telefonei-te

Para contigo estar

Amei-te

Podes acreditar


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.