Número total de visualizações de página

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Altos Céus, Esmojães, Anta e Espinho


Altos Céus, Esmojães, Anta e Espinho


Anta, quanta coisa tenho para te contar

Quantas coisas me ensinaste

Quantas saudades no teu recuar

De quantas coisas belas te ornamentaste

Somente para me agradar

Anta, terra de sonho, de lindos véus

Terra de meninos, na benção das mães

De filha chamada Altos Céus

Filho chamado Esmojães

Somente por nos amar

Anta terra de Espinho

Terra do mar e do campo

Terra do meu gostar,

do meu carinho

Pedaço do meu coração, meu encanto

Anta, verde esperança

Anta de azul celeste

Esmojães terra de criança

Altos Céus terra que me deste

Somente porque me quiseste

Em ti nasci orgulhoso

Em ti cresci agradecendo

Em ti me eduquei, menino vaidoso

Em ti sempre serei filho, obedecendo

Somente porque sou felicidade

Em ti sou fruto

Em ti sou a verdade

Por ti Anta, eu mesmo luto

Por ti sou liberdade

Saudade, somente

Terra de bons costumes e tradições

Terra de boa gente

Terra de emoções


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.