Número total de visualizações de página

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Sozinho


Sozinho


Esqueci...

Perdoa-me, mas não vi...

Esqueci tudo, mente vazia

Nada sei...é noite ou é dia?

Esqueci o teu nome,

como te chamas?

Eu sabia, mas já não sei

Será que me amas?

Eu...esqueci...

Será que te amo? Ou amei?

Quem és tu? Que vives comigo.

Quem és tu? Que me dás de comer.

Quem és? Que me dás abrigo.

Que minhas roupas passas a ferro

Que não me deixas sofrer.

Perdoa-me...eu não quero

Eu só me esqueci...de tudo

Eu vivo sozinho e esquecido

Nada tenho, nada mudo

Nada me é apetecido

Eu me esqueci...de ontem

Perdoa-me...meu Deus

Por me ter esquecido...quem sou

Eu esqueci...até os meus

Porque fui abandonado,

por quem não me amou

Esqueci de tudo, já nem sei sofrer

Só amei minha fada do lar...eu

Para roupa passar, fazer o comer

Me dar abrigo, me aconchegar

Mas...eu esqueci

Eu...não escolhi, este esquecimento

é o meu isolamento, vida de réu

Eu só me esqueci...da vida na terra

Mas lembrarei, na vida do céu


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.