Número total de visualizações de página

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Ser eu...


Se eu…


Se eu tenho vontade

Eu subo montanhas

Procuro a liberdade e a verdade,

no mais profundo das entranhas.


Se eu quero vencer

Eu atravesso o mar

Procuro o querer, procuro o meu ser,

no mais profundo do amar.


Se eu quero mais

Eu procuro no infinito

Procuro Jesus, os poderes mais reais,

em quem acredito.


Se eu quero amor

Eu não procuro, tenho a certeza

Que todo o amor é um louvor,

da natureza.


Se eu quero respeito

Procuro dar o que tenho

Porque dou amor que trago no peito,

dou a mão, onde me empenho.


Se quero ser amigo

Procuro abraçar o desconhecido

Compreender e dar abrigo

Ouvir e ser ouvido.


Se eu quero…

Eu luto até à exaustão

Eu procuro, não espero

Assim sou de coração.


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.