Número total de visualizações de página

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Meninos do mar


Meninos do mar

Estendi a toalha
Saboreei o ondular da areia
Contei pedrinhas da cor da palha
Encostei o ouvido, ouvi a sereia
Cada pedrinha que mexia
A sua luz me reluzia
Pedrinhas de ouro, cor de mel
Cada uma em que tocava me parecia
Esculpida a cinzel
Deitado conseguia ouvir
O sorrir das crianças
E sem me distrair
Admirava nossas alianças
Apertava as areias
Para sentir e acreditar
Que os meninos eram sereias
Do meu mar
Ouvia o sussurro da maresia
A sua essência me penetrava
E algo me dizia, para minha alegria
Que o mar também me amava
Levantei-me para ver
As ondas em suas boleias
Meninos brincando sem esconder
Que realmente eram sereias
Novamente me deitei
Para sentir o mar risonho
Para sentir a areia que amei
E continuar o meu sonho

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.