Número total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Toque suave

Toque suave

Senti um toque suave
Um toque de dedos…queriam falar
Senti o calor e a leveza de uma ave
Um toque discreto, sem respirar
Senti a carícia percorrer
meu corpo hipnotizado.
Senti o sangue correr
procurando o seu bocado.

Senti que algo mais queriam
Senti-os correr, meu corpo sequioso
Estava contente, os lábios sorriam
Que momento impetuoso!
Senti um frio na espinha
Senti um toque tresloucado
Oh…adivinha…
Onde tinha os dedos parado!

Senti que quieto não estaria
Senti que os dedos pararam
Frenesim de corpos em euforia
enrolados ali amaram
Senti todo teu corpo em palavras
No lindo poema que escrevo
O teu tocar no meu corpo que lavras
No tocar só de um dedo.


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.