Número total de visualizações de página

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Amigos

Amigos

Naquele dia estavas triste
Vi o escuro no teu olhar
Senti fraqueza em meu coração
Ao ver que não me sorriste
Cheguei perto para te falar
A minha obrigação.
Olhaste de olhos brilhantes
Em lágrimas que te escorriam…de sofrimento
Soluços de dor…sufocantes
Cheguei perto…meu lamento
Eu sabia o que tinhas perdido
O teu rosto me dizia
Queria ajudar-te e encontrar-te
Numa vontade de que o escuro,
fosse dia.
Acenas-te que sim…querias desabafar
Ouvi…tentei compreender
Difícil ultrapassar
A dor do amor…em nosso perder
Pedis-te que ficasse a teu lado
Sem hesitar, fui tua companhia
Ficaste colada no meu ombro
Calando as lágrimas por um bocado
E para meu assombro
O teu respirar me adormecia
Agradeces-te por ter estado contigo
Disseste que estavas melhor
Uma lição de quando se tem um amigo
Quando não se tem…tudo é pior.

Como é bom ter amigos
Conto-os nos meus poemas
São como se fossem abrigos
Soluções de muitos problemas.

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.