Número total de visualizações de página

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Amor

Amor

É uma constante o amor que sinto
É febre de um artista,
que se mantem prisioneiro da carne e sentimento
É chama real,
é alma viva esta porta que mantenho aberta ao sol
É graça,
é chave sem tabus, é querer verdade no olhar
É uma constante o amor que sinto,
é a origem do universo
Sou eu, és tu… É verso


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.