Número total de visualizações de página

domingo, 23 de abril de 2017

O beijo de Judas

Seres Des(umanos)
O beijo de Judas!

Não entendo este mundo! Estou a escrever estas palavras, numa tentativa desumana para tentar perceber o sentido das coisas!
Num momento é um punhado audaz de pessoas, que suscitam nas multidões a convicção de que existe um amanhã que encanta!
Os resultados de tudo é o que encontramos, uma constância de esforços insensatos, o negar de ideias, o não aos valores, sonhos perdidos, raivas, ódios, medos e tudo faz mover a humanidade!
Nisto tiro uma conclusão, o futuro continua absolutamente imprevisível e nem as ideias o movem. Nisto tudo o homem é a razão do fim do mundo! Não compreendo!
Quando a sociedade é colocada ao serviço da economia e não ocorre o contrário, o funcionamento do mercado deificado, aparece muito mais importante que a felicidade dos homens!
Este sistema da vida, que se oferece como paraíso, funde-se na exploração do próximo e na aniquilação da natureza, tudo nos ataca o corpo, nos envenena a alma e nos está a deixar sem mundo!
A criatura surpreende a cada dia, estes homens que se dizem superiores só porque estudaram e não têm vergonha de passar na rua e olhar o povo nos olhos, são estes que nos querem fazer passar pela ideia, que devemos enterrar o passado e nunca imaginar que o presente nasceu desse tempo!
Tenho que viver neste mundo sabendo que a vida é curta!
O momento é fugaz e o juízo final será difícil para alguns!
Será preciso lançar muitas sementes à terra, para termos frutos dignos de saborear, pois só algumas sementes germinam!
Apelo ao respeito profundo da dignidade humana e pela consciência de que o outro é meu igual, comigo partilha o mesmo destino de viver e morrer!
Então não compreendo a vergonhosa humanidade que alguns fatos e gravatas, os vaidosos que vivem da pobreza, do povo e não lhes tem respeito!
Não compreendo como têm coragem de se olharem ao espelho.
Gostaria que me dissessem como conseguem educar os seus próprios filhos, aos olhos dos filhos dos outros? Que exemplo humano esses seres maquiavélicos dão aos seus? Como conseguem dormir?
A resposta à força e à coragem que tive para escrever estas palavras, é a seguinte:
Existe um Homem que me fala sobre a descoberta e mistério de Deus, Ele me fala do mistério do homem e sobre a visão da vida assente na liberdade, na gratuitidade, na simplicidade, no amor e na bondade, a Ele chamo de Rei, a Ele me vergo, a Ele peço e só Ele me dá. Obrigado por tudo, minha Luz… O poder é resto, é vazio de sentimento, é ausência mesmo que presente. Até um dia…
Comparo os políticos ao beijo de judas… São a mentira humana!


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.