Número total de visualizações de página

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Poisado em ti

Poisado em ti

Digo eu…
Sonho-te em momentos em que a roupa cai… E nunca te despes!
Metes a mão e desces… Tudo sobe, tudo ferve e bate meu coração.
Secreto é o dedo que foge, que desliza por entre as rendas da camisa, movimentos de fogo, em que o jogo é o secreto cair de roupa que desejo, mas não vejo.
Somente vivo num sonho, poisado em ti.
Digo eu…

Sonho-te em mimosos contornos num esquentado e humorado sorrir, pois anseio pelo milagre da noite… Sentir o ventre surgir e entrar despido no escuro. Não acenderei a luz, não poderia estragar o meu sonho… Sentir-te será a vontade de um anjo sem asas, sabendo que estás ausente do mesmo voo.
Porque somente vivo num sonho, poisado em ti.
Digo eu…

Sonho-te em bebidas espirituais, sucos divinos, humidades que me saciam os lábios, como correntes de lava de uma boca vermelha… Espero-te… Vem para te despir na minha luz, ela te mostrará ao sol que entra através da do meu céu, no sonho a minha telha.
O sonho é contínuo, não pára de ser meu amante… Tu vens a roupa cai e nunca te despes!
Digo eu…

Nos sonhos feitos de ti, menina diamante.
Tão simples como a realidade, se vens, se queres, se amas o amor num sonho de liberdade.
Digo eu…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.