Número total de visualizações de página

domingo, 18 de maio de 2014

Ventos da minha luz

Ventos da minha luz

Hoje abri a porta à minha luz.
Bateram-me à porta, abri… Era o amor feito de luz!
Mandei entrar e perguntei: Porque bates à minha porta?
O amor não me respondeu! A luz já tinha entrado!
Hoje, abri a porta para vós… Vereis a luz que vos ofereço…
O amor que vive comigo e me transporta em sua luz, até vós.


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.