Número total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Ventos da minha luz

Ventos da minha luz

Quando me vejo só, brado de raiva… Nego o acesso ao impuro e prenuncio o teu nome… Flor…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.