Número total de visualizações de página

terça-feira, 29 de abril de 2014

O meu barquinho...

O meu barquinho…


Sentia o meu próprio sorriso…
Na solidão é ele que sinto, se é contigo que estou de alma e coração.
Contigo na melodia do rio que passa, onde a corrente me leva numa viagem de sonho.
O sonho que acordado me faz sorrir, flutuando nas águas límpidas de um pensamento meu… Pois meu é o pensamento de ti.
E tu estavas ali, naquele barquinho de papel.
Fizera-o de uma folha de rascunho, de um poema incompleto e difícil de continuar…
Pois continuar seria navegar em rios de palavras sem som… O som vazio que o meu sorriso abafa.
A solidão me faz sorrir de vontade, uma vontade sem vontade de continuar.
Rasgar a folha de um poema de amor incompleto, fazê-la voar pela brisa, vendo-a agachar-se por entre as ervas daninhas…
E mais tarde… Mais tarde… Por te estar a sentir, fazer de ti um barquinho de papel…
E nesse papel te imagino navegar, num sorriso em direcção a mim… Um braço no ar… E me acenar…
Por isso sorri…
Senti o meu próprio sorriso, nas águas onde tu navegas…
Na minha solidão, vejo-te correr rio abaixo… Olhar e acenar… Não vás… Não vás… Meu barquinho de papel!
Quero ficar contigo na melódica canção do rio e seguir-te com o olhar… Até te ver diluir e desaparecer na cachoeira…
Corro… Corro… Quero ver o meu barquinho de papel…
Não o vi… Não mais o vi…
A cachoeira da vida e do sonho o levou… Espero-te… A ti
Novamente senti a brisa e o meu sorriso…
E quando olhava mais uma vez na procura do meu barquinho…
Vi-te acenar, estavas nas profundas águas do meu olhar… Uma lágrima caiu… Acenaste-me… Senti no meu próprio sorriso…
Estavas comigo de alma e coração… Por isso continuo contigo… Contigo em amor… Não vás… Não vás barquinho de papel! É em ti que vejo quem não vejo…

Um sorriso aos que sentem a ausência de quem amam.
Façam um barquinho e façam-no navegar…
Com certeza sentirão uma brisa sair das águas do vosso rio de amor… O amor vos fará sorrir.


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.