Número total de visualizações de página

sábado, 12 de abril de 2014

É noite

É noite

É noite quando me deito e levo no regaço as palavras que dissemos um ao outro.
Um ao outro…
Quando me deito contigo no escuro e te vejo reflectida nas estrelas do meu sorriso…
Sim do meu sorriso…
É noite e deitado me deu vontade de sorrir.
Talvez as cócegas de um sussurro sentido pela vontade da pele, que não toco… A tua.
A tua pele…
É noite e parece-me dia…
Sempre estás presente, a luz apagada se faz sentir como um sol nos meus olhos…
Clarão que me humedece por te imaginar. És tu ali…
Ali junto ao meu pensamento… Amo te imaginar.
Quando na verdade… És a ausência…
Mas presença no meu coração.


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.