Número total de visualizações de página

terça-feira, 29 de outubro de 2013

No meu banquinho, sei voar

No meu banquinho, sei voar


Deixai-me voar
Estou sentado!
De olhos fechados… Sim sentado!
Somente sinto o ar
O meu coração a pulsar
E tu…
Tu vens misturada nesse ar
Para te sentar a meu lado

Podes… Guardei um lugar para ti

Voa comigo… Senta-te
Fecha os olhos e sente
Vês? Não é o ar que sentes… Sou eu
Que sentado contigo voo no céu
Senta-te e voa,
o pulsar não mente
E o corpo sente

Podes… Guardei para ti este espaço

Podes… Eu fico na beirinha
Fecha os olhos…
E voa ao toque da minha mão
É bom sentir o vento… Palavra minha
Sinto que sorris… É bom voar
De mãos dadas… Sentados no mesmo lugar
Onde somente se ouve o pulsar

Podes… Voa…

Eu voo contigo… Não quero poisar
Este calor que nos bate na face
É bom de sentir de olhos fechados
Foram os meus lábios no voo para te beijar
Tive medo que o vento o beijo levasse
Quis que ficasse contigo
Sente mais além… Voa até ao depois
De olhos fechados… Sente comigo
Somos um pássaro… Num voo a dois


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.