Número total de visualizações de página

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Fada ou bruxa... Felina

Fada ou bruxa… Felina

Vi-te de garras afiadas… Felina
Na ilusão de quem me poderia morder
E eu, o monstro devorado pelo ciúme
Senti-te trepar por mim acima
Num cruel e apertado abraço, pensei…
Que me irias comer
E sem fugir, me deixei devorar pelo teu lume

… Bruxinha

Sorriste para mostrar os dentes afiados
Eram mármore e brilhantes
Nas tuas mãos, rasgada camisa,
sem queixume
Botões no chão e corpos deitados
Que fervor… Senti na pele o ciúme
Aos olhos da felina, minha amante

… Bruxinha

E tu… Bruxa felina lambeste-me a orelha
Acordaste o faminto, o sequioso
Com garras afiadas junto à verguilha
Mordeste a pele vermelha
Afiados dentes que salivavam o mimoso
E feita felina, deitada para devorar,
fizeste maravilha

… Bruxinha

Aí… Entregaste a doce entranha
Quiseste voar selvagem, embravecida
Bruxa de cabelos soltos e vassoura na mão
Audaz felina com vontade e manha
Doce fada de varinha de condão
A melhor felina embruxada,
que em luta ardente
Me foi apetecida
Por me devorar tão loucamente
… Bruxinha


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.