Número total de visualizações de página

domingo, 8 de setembro de 2013

Vergonha de mim

Vergonha de mim

Tenho vergonha amor… Não te procurei
Tenho vergonha amor…
Não pedi nada
Aproximei-me por ti, porque te amei
Porque te quero… Minha dama, minha fada

Escondi-me amor… Não me ofereci
E tu lentamente
Deste comigo…
Deste-me prazer
Tenho vergonha amor… Não te solicitei
… E tudo recebi
Escondido… Não pedi nada…
Somente, fizeste o sonho acontecer

Tenho vergonha amor… És divina
Tive vergonha dos sins… Escondi-me dos nãos
E tu vieste… Dois braços em mim
Imensos beijos…
Duas mãos
E sem vergonha agora, te peço perdão
Minha sina
Que me ensina a não ter vergonha,
da vontade de um coração

José Alberto Sá


Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.