Número total de visualizações de página

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Saudade de ti... Felicidade

Saudade de ti... Felicidade

Se são tristes estes meus versos!
Pergunta-me porque razão
Porque sofre meu coração
Como se fosse uma triste canção
Onde os sonhos ao acordar são dispersos

Imagina como anda a minha vida
Palavras escritas, palavras guardadas
Pareço o mar numa onda perdida
Que se desfaz na areia, no sol diluída
E morre no sonho de um conto de fadas

Sente esta minha voz que não canta
Mas que se lembra da poesia embriagada
Que sente o pulsar que não pára para sorrir
Por te sentir feliz...
E saber que tudo em ti me encanta
Porque te amo acordada e por mim enamorada
Um amor que longe, que tão perto me faz sentir

Se são tristes estes meus poemas!
Pergunta-me porque te chamo de dia
E há noite não te esqueço
Vem falar comigo... Namorar sem ter esquemas
E abraçados dançar numa roda de alegria
Vem ver, pois tudo mereces... E eu tanto mereço


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.