Número total de visualizações de página

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Anta, minha terra de Espinho

Anta, minha terra de Espinho

Fortemente me fazes erguer
Ó linda canção da minha terra
És tu que me lanças o perfumado ser
A flauta mágica que toca nos aromas da serra

Fortemente me fazes abrir
Ó lindo olhar que vislumbra a minha luz
És tu terra do campo, do meu sorrir
Terra da vida, canção da minha cruz

Fortemente me fazes amar
Ó linda terra de pó, terra feita de flores
És tu semeada de ouro e de mar

Fortemente me fazes no colorido das cores
Ó linda veste perfumada, senhora do meu olhar
És tu, mãe da minha alma, de quantos amores


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.