Número total de visualizações de página

domingo, 26 de maio de 2013

Amor

Amor

Fazer amor
A borboleta voa para o seu amante
Ambos se entregam num voo apaixonante
E se deitam na mesma flor

E fazem amor

Fazer amor
O colibri voa para a sua amada de coração
Ambos se entregam na paixão
E se deitam na luz das suas penas, o mesmo cobertor

E fazem amor

Fazer amor
O ser que existe em mim também voa para sua amada
Ambos nos entregamos num voo de alma entrelaçada
E nos deitamos na mesma cama, com o mesmo fervor

E fazemos amor


José Alberto Sá 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.