Número total de visualizações de página

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Voar

Voar

Já voaste? Não! Penso que não…
O vento nem sempre sopra a favor
Nem sempre pula o coração
Nem sempre existe o amor
Mas voar é tão bom

Braços abertos
Olhos fechados
Porque não?
Sentidos despertos
Corpos suados
Vontades em erupção

Já voaste? Não! Penso que não…
Vem…
Vem voar nas asas do meu corpo nu
O vento é um sussurro ao ouvido
E se pular o coração!
O amor sou eu e tu
Em voos de cupido

Já voaste? Não! Penso que não…
Vem…
Basta um beijo
Depois um abraço
Combustão!
Dentro do teu desejo
Vê como faço…
Já voaste? Não! Vem então

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.