Número total de visualizações de página

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Desculpa, foi só hoje


Desculpa, foi só hoje!

Desculpa…
Hoje atravessei rios violentos
Atravessei o mar na tua procura
Por minha culpa
Ondas enormes me faziam tombar
Naufrágios nos sentimentos
Naus e canoas em louca bravura
Eram os meus olhos a chorar

Hoje não te ouvi
Talvez não me queiras mais
Hoje não me quiseste falar
Mas sempre estive aqui
Nesta travessia de sentires irreais
Rios e mares de água salgada, o meu mar

Senti a tua falta… Esperei
E como não vinhas, o tempo escureceu
As horas bloquearam… Desesperei
Então olhei a foto, um lindo olhar… O teu
Não aguentei…
Foi aí que os rios se atravessaram
Mares se revoltaram
Chorei…

Hoje não tenho vergonha de te dizer
Que sofro por ti, és o pensamento onde moro
A minha razão de ser
Hoje se me falares… Eu não choro
Só hoje por favor
Desculpa… É só hoje meu amor

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.