Número total de visualizações de página

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Porque penso


Porque penso

Quando penso sério...
Rasgo-me por dentro
Porque brincar é o meu desejo
Quando penso que não sei...
Procuro em meu pensamento
E é o desespero
Porque penso na vontade de um beijo
Um beijo que nunca dei
Mas que quero
E rasgo-me intensamente,
dentes serrados
Quando penso que gosto e não tenho
Porque imagino
Quando penso que abraço
Abraços apaixonados
Apertos na ansiedade, na loucura... Meu tino
E quero... Quando penso sério,
eu a brincar me aperto
Porque penso em quem me ama
O pensar que me chama
E rasgo... Rasgo pelo ventre
As vontades gritantes, as vontades de sempre
Pensamentos
O meu louco, mas sincero
Amor
Que penso e quero

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.