Número total de visualizações de página

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Não consigo...


Não consigo…

Não consigo parar
De olhar
De sentir
De querer
Não consigo parar
De amar
De sorrir
De te ter
Não consigo parar
De olhar o amor
De sentir o sorriso
De te desejar
Não consigo parar
De amar teu olhar, 
como se fosses uma flor
De sorrir ao te sentir, 
porque de ti preciso
De te ter, 
porque te quero abraçar
Não consigo parar
Porque existes
Porque respiras
Porque resistes
Porque me inspiras
Não consigo…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.