Número total de visualizações de página

sábado, 8 de dezembro de 2012

Vontade


Vontade

Apetece-me cavalgar
Em palavras, sem ter medo
Apetece-me correr pelo mar
Dizer o que me vai na alma
Agarrar-me às algas do meu toledo
E não ter medo de me afogar
Amo a noite… Contigo estou
Amo o dia… Comigo estás
Amo o tempo daquilo que sou
Apetece-me te amar, não olhar para trás
Quero sorrir, mesmo que sejam lágrimas
Apetece-me cair aos teus pés
Doce menina, que meus olhos
teimam sentir
Amo ler os teus sons silenciosos…
Assim tu és
Amo o relevo da minha intenção
Um cegar na intensidade do teu sorrir
Por isso derreto em ti o meu coração
Somente quero olhar a sombra da tua luz
Um verde olhar
Um quente sol, que me faz partir
Pelo caminho das palavras do teu partilhar
Assim sossego para te ouvir
Assim sufoco a vontade de fugir
... Para te amar

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.