Número total de visualizações de página

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Para renascer


Para renascer

Isolei-me porque me deixaste
Hoje podes gritar
Eu não te vou ouvir
Nem o relógio da igreja me anunciará a hora do dia
As suas batidas não fazem parte do meu tempo
O meu relógio parou de contar
Isolei-me…
Hoje podes chamar
Eu não te vou sentir
Nem o mar revoltado me fará companhia
As ondas não fazem parte do meu isolamento
O meu amar parou de ondular
Isolei-me porque me deixaste
Hoje podes amar
Eu não te vou impedir
Nem o desejo de ti me provoca magia
O prazer não faz parte do meu convento
O meu coração parou de pulsar
Isolei-me…
Hoje podes rezar
Pois nem o pecado me vai fazer sorrir
Nem a vontade me levará a falhar
O corpo não faz parte do alimento
O meu querer parou para pensar
Isolei-me porque me deixaste
Amanhã nascerei novo, purificado
Lavado pela oração
Procura-me nesse dia
E me podes gritar, chamar e amar
Depois do perdão
E se vieres… Serei alegria
Irei aparecer
Amanhã… Tudo pode acontecer

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.