Número total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

mesmo aí


Mesmo aí

Respiro-te…
Desculpa, mas sinto sempre o teu odor
Mesmo aí,
Nesse cantinho tão distante
Admiro-te…
Desculpa, mas sinto na tua pele uma flor
Mesmo aí,
Nesse corpo diamante
Quero-te…
Desculpa, mas sinto o teu coração
Mesmo aí,
Nesse pulsar que me chama
Espero-te…
Desculpa, mas sinto a tua mão
Mesmo aí,
Nesse estender que me ama
Desejo-te...
Desculpa, mas sinto teu calor
Mesmo aí,
Nesse mundo de além-mar
Beijo-te…
Desculpa, mas sinto o teu amor
Mesmo aí,
Nesse pedaço que quero abraçar
Adoro-te…
Desculpa, mas sinto-te nas entranhas
Mesmo aí,
Nesse lugar que não conheço
Imploro-te…
Desculpa, mas sinto que comigo tudo ganhas
Mesmo aí,
Nesse mundo de desejo que eu mereço
Mesmo aqui


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.