Número total de visualizações de página

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Abandono-me


Abandono-me


Quando o corpo me dói

Não tenho vontade,

alguma.

Mas…

Quando a saudade corrói,

a tristeza é só uma.

Já cansei…

Continuo a sofrer

Os dias são noite escura

Já não vejo o sol nascer

Nesta louca amargura.

As horas não param de correr

Num tempo que me atura.

Já não sei…

Sinto o corpo gelado

Preciso de teu calor

Vivo do outro lado,

se não me quiseres…

… Amor

Sentei-me no canto,

do meu quarto.

E no entanto,

nada quero… Estou farto.

Sem vontade, sem encanto

Vou esperar aqui

Não tenho fome, não tenho cede

Espero por ti

No frio desta parede.

Batidas fracas do meu coração

Meu sangue já não lavra

Preciso da tua mão

Preciso da tua palavra


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.